Os novos estudos do letramento no Brasil e a narrativa cinematográfica na aula de língua portuguesa

Autores

DOI:

https://doi.org/10.61411/rsc202417617

Palavras-chave:

Letramentos, Narrativa cinematográfica, Língua Portuguesa, União Europeia.

Resumo

Em geral, as pesquisas no campo dos Novos Estudos do Letramento, doravante NLS, quando se referem ao contexto educacional brasileiro, privilegiam a microetnografia e a análise de práticas/eventos na qual o texto verbal assume maior protagonismo. Nessa investigação, busca-se, a partir das contribuições dos mais proeminentes autores dos NLS, estabelecer relações entre a apreciação da narrativa cinematográfica nas aulas de Língua Portuguesa e os letramentos sociais. Com efeito, procedeu-se ao cotejamento de trabalhos que propõem o entrecruzamento de práticas envolvendo o artefato fílmico e a língua materna, à luz de orientações baseadas em concepções acerca do letramento (s). Observou-se, destarte, que o uso de narrativas cinematográficas nas escolas brasileiras, segundo os resultados das pesquisas realizadas, é constituído por iniciativas de natureza particular, nas quais se destacam, sobretudo, o engajamento dos estudantes e a ampliação da compreensão leitora. Infere-se, todavia, que a escrita e a oralidade, em um continuum, podem ser aprofundadas nesses eventos escolares, tendo como parâmetro ainda, em termos de política pública, a incorporação institucional das narrativas cinematográficas nas salas de aula, tal como se afigura nos países que compõem a União Europeia.

Biografia do Autor

  • Profa. Me. Virna Pereira Teixeira, Universidade Federal do Piauí

    Graduada em Letras - Língua Portuguesa pela Universidade Federal do Piauí (2004), especialista em Literatura Contemporânea pela Universidade Estadual do Maranhão (2008), especialista em Libras pela Universidade Católica Dom Bosco - UCDB (2017) e mestra em Letras pela Universidade Federal do Piauí (2017). Doutorado em Letras - Linguística, em andamento, na UFPI (2020-2023). Atualmente é Professora de Língua Portuguesa na Secretaria de Estado da Educação do Piauí. 

  • Profa. Dra. Catarina de Sena Sirqueira Mendes da Costa, Universidade Federal do Piauí

    Possui Mestrado em Linguística pela Universidade Federal de Santa Catarina (1979), Doutorado em Linguística pela Universidade Estadual de Campinas (1989) e Pós-doutorado na UnB (2012). Atualmente, é Professora Titular da Universidade Federal do Piauí, no Departamento de Letras e na Pós-Graduação em Letras da mesma instituição. Coordena o Grupo de Pesquisa LES ( Linguagem, Escola e Sociedade) no CNPq. Tem experiência na área de Linguística, com ênfase em Sociolinguística e atuação em: variação linguística, alfabetização, oralidade, letramentos, pesquisa colaborativa, etnografia da comunicação e sociolinguística interacional.

Referências

GEE, James Paul. The New Literacy Studies and the "Social Turn". Opinion Papers (120), 1999. Disponível em: <https://eric.ed.gov/?id=ED442118>. Acesso em: 20 nov. 2023.

STREET, Brian V. Letramentos Sociais: abordagens críticas do letramento no desenvolvimento, na etnografia e na educação. São Paulo: Parábola Editorial, 2014.

TERRA, Márcia Regina. Letramento & letramentos: uma perspectiva sócio-cultural dos usos da escrita. DELTA: Documentação de Estudos em Linguística Teórica e Aplicada [online], v. 29, n. 1, p. 29-58, 2013. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/S0102-44502013000100002>. Acesso em: 12 nov. 2023.

KLEIMAN, Angela B. (org.). Os significados do letramento: uma nova perspectiva sobre a prática social da escrita. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2014 [1995].

KATO, Mary A. No mundo da escrita: uma perspectiva psicolinguística. São Paulo: Ática, 1986.

MARCUSCHI, Luiz Antônio. Da fala para a escrita: atividades de retextualização. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2004.

SOARES, Magda. Letramento e alfabetização: as muitas facetas. Revista Brasileira de Educação, ISSN 1413-2478, n. 25, p. 5-17, 2004. Disponível em: <https://www.scielo.br/j/rbedu/a/89tX3SGw5G4dNWdHRkRxrZk/?format=pdf&lang=pt>. Acesso em: 10 nov. 2023.

TFOUNI, Leda Verdiani. Adultos não-alfabetizados: o avesso do avesso. Campinas: Pontes, 1988.

ROJO, Roxane (org.). Alfabetização e letramento: perspectivas linguísticas. Campinas, SP: Mercado de Letras, 1998.

SOARES, Magda. Letramento: um tema em três gêneros. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2009 [1998].

TFOUNI, Leda Verdiani. Perspectivas históricas e a-históricas do letramento. Cadernos de Estudos Linguísticos, v. 26, p. 49–62, 2012 [1994]. Disponível em: <https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cel/article/view/8636812>. Acesso em: 5 nov. 2023.

SCRIBNER, Sylvia; COLE, Michael. The psychology of literacy. Cambridge, Inglaterra: Harvard University Press, 1981.

ROJO, Roxane. Letramentos múltiplos, escola e inclusão social. São Paulo: Parábola, 2009.

BORTONI-RICARDO, Stella Maris. Nós cheguemu na escola, e agora? Sociolinguística & educação. São Paulo: Parábola Editorial, 2005.

BORTONI-RICARDO, Stella Maris. O professor pesquisador: introdução à pesquisa qualitativa. São Paulo: Parábola Editorial, 2008.

KALANTZIS, Mary; COPE, Bill; PINHEIRO, Petrilson. Letramentos. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 2020.

SCATOLIN, Adriano. Retórica e Memória na Roma Antiga. Revista Música, 16(1), p. 25-39, 2016. Disponível em: <https://doi.org/10.11606/rm.v16i1.125005>. Acesso em: 10 nov. 2023.

RYAN, Kathleen J. Memory, Literacy, and Invention: Reimagining the Canon of Memory for the Writing Classroom. Composition Studies, 32(1), p. 35–47, 2004. Disponível em: <http://www.jstor.org/stable/43501568>. Acesso em: 15 nov. 2023.

PAVEAU, Marie-Anne; GOLDSTEIN, Norma Seltzer. Palavras anteriores. Os pré-discursos entre memória e cognição. Filologia e Linguística Portuguesa, (9), p. 311-331, 2007. Disponível em: <https://www.revistas.usp.br/flp/article/view/59786>. Acesso em: 18 nov. 2023.

BOTELHO, Patrícia; VARGAS, Diego da Silva. Inferências e atividades de leitura: cognição e metacognição em sala de aula. Cad. Est. Ling., v. 63, p. 1-14, 2021. Disponível em: <https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cel/article/view/8660188>. Acesso em 18 nov. 2023.

TFOUNI, Leda Verdiani; MONTE - SERRAT, Dionéia Mota; MARTHA-TONETO, Diana Junkes Bueno. A abordagem histórica do letramento: Ecos da memória na atualidade. Scripta, v. 17, n. 32, p. 19-44, 2014. Disponível em: <http://hdl.handle.net/11449/122381>. Acesso em: 1 nov. 2023.

BAKHTIN, Mikhail. Problemas da poética de Dostoiévski. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2008.

ROJO, Roxane. Letramento escolar em três práticas: perspectivas para a multivocalidade. Rev. ANPOLL, n. 11, p.235-262, 2001. Disponível em: < https://revistadaanpoll.emnuvens.com.br/revista/article/view/586>. Acesso em: 17 nov. 2023.

HEATH, Shirley Brice. What no bedtime story means: narrative skills at home and school. Language in society, v.11, p.49-76, 1982.

KLEIMAN, Angela B. Letramento e suas implicações para o ensino de língua materna. Signo, v. 32 n. 53, p. 1-25, 2007. Disponível em: <https://online.unisc.br/seer/index.php/signo/article/view/242>. Acesso em: 17 nov. 2023.

CASTANHEIRA, Maria Lúcia. Letramento escolar. In: FRADE, Isabel Cristina Alves Silva; VAL, Maria da Graça Costa; BREGUNCI, Maria das Graças de Castro. Glossário Ceale de termos de Alfabetização, leitura e escrita par educadores. Belo Horizonte, CEALE/Faculdade de Educação da UFMG, 2014. Disponível em: <https://www.ceale.fae.ufmg.br/glossarioceale/verbetes/letramento-escola>. Acesso em: 10 nov. 2023.

CARDOSO, Caroline Rodrigues. Letramentos escolares no ensino médio. Tese (Doutorado em Linguística) – Universidade de Brasília, Brasília – DF, 2012.

SOUZA, Ana Lúcia Silva; CORTI, Ana Paula; MENDONÇA, Márcia. Letramentos no ensino médio. São Paulo: Parábola Editorial, 2012.

BRASIL, Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental. Brasília, MEC/SEF, 1998.

DALEY, Elizabeth. Expandindo o conceito de letramento. Trab. Ling. Aplic., v. 49(2), p. 481-491, 2010. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-18132010000200010&script=sci_abstract&tlng=pt>. Acesso em: 14 nov. 2023.

LINHARES, Ronaldo Nunes; ANDRADE, Luiz Rafael dos Santos; CARVALHO, Daniel Bramo Nascimento de. Letramento cinematográfico na educação: uma revisão integrativa em países do MERCOSUL. In: 9º Simpósio Internacional de Educação e Comunicação. UNITI – Aracaju, 2018. p.1-14. Disponível em: <https://eventos.set.edu.br/index.php/simeduc/article/viewFile/9529/4146>. Acesso em 14 nov. 2023.

KERSCH, Dorotea Frank; MARQUES, Renata Garcia. Saímos do cinema de alma lavada: multiletramentos e trabalho interdisciplinar na produção de curtas de acessibilidade midiática. Trab. Linguíst. Apl. vol.55, n.1, p. 77-99, 2016. Disponível em: < https://www.scielo.br/j/tla/a/rtBXWP3Ss6NZzdSjKBDPrFb/abstract/?lang=pt>. Acesso em 15 nov. 2023.

SANTOS, Alcione da Silva. O processo de escrituração do gênero curta-metragem como ferramenta de desenvolvimento da consciência crítica. Tese (Doutorado em Estudos da Linguagem). Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal – RN, 2021.[34] VIEIRA, Camila da Costa. Cinema brasileiro e multiletramentos: ressignificando o ensino-aprendizagem de leitura e escrita nas aulas de Língua Portuguesa. Dissertação (Mestrado Profissional em Letras). Universidade Estadual de Feira de Santana, Feira de Santana – BA, 2019.

JESUS, José Geraldo Pereira de. Uma viagem pelas linguagens: proposta didática de letramento cinematográfico para o Ensino Fundamental. Dissertação (Mestrado Profissional em Letras). Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte – MG, 2021.

PEDRA DE SOUSA, Andreita dos Santos. Luz, câmera, emoção... uma aventura interventiva na formação de leitores proficientes. Dissertação (Mestrado Profissional em Letras). Universidade Estadual da Bahia, Santo Antônio de Jesus – BA, 2021.

RAMBAUSKE, Ana Maria. Decoração e Design de Interiores: teoria da cor. s.d. Disponível em: <https://hosting.iar.unicamp.br/lab/luz/ld/Cor/teoria-da-cor.pdf>. Acesso em: 20 nov. 2023.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, 2018. Disponível em:. Acesso em: 20 nov. 2023.

SCHOOL EDUCATION GATEWAY. Film literacy: Developing young people’s cultural identities and understanding. 2017. Disponível em: . Acesso em: 17 nov. 2023

PEREIRA, Antônio Celso Alves. União Europeia - UE: formação histórica e institucional, crise atual, dissenso e BREXIT. RFD- Revista da Faculdade de Direito da UERJ, [S.l.], n. 40, p. 25-51, 2021. Disponível em: <https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/rfduerj/article/view/64583>. Acesso em: 22 nov. 2023.

EUR-Lex. European Union law. Disponível em: <https://eur-lex.europa.eu/homepage.html>. Acesso em: 25 nov. 2023.

European Commission. Showing films and other audiovisual content in European schools: obstacles and best practices. Publications Office, 2015. Disponível em: < https://data.europa.eu/doi/10.2759/038024>. Acesso em: 26 nov. 2023.

MINISTÈRE DE L’EDUCATION NATIONALE ET DE LA JEUNESSE. Disponível em: <https://enseignants.lumni.fr/partenaires/33/ministere-de-l-education-nationale-et-de-la-jeunesse.html>. Acesso em: 26 nov. 2023.

SOTO-SANFIEL, Maria T.; VILLEGAS-SIMÓN, Isabel; ANGULO-BRUNET, Ariadna. Youngsters and cinema in the European Union: A cross-cultural study on their conceptions and knowledge about cinema. International Communication Gazette, 80(8), p. 714–745, 2018. Disponível em: < https://journals.sagepub.com/doi/abs/10.1177/1748048518759171>. Acesso em: 27 nov. 2023.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, LDB. 9394/1996. Disponível em:<http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.ht>. Acesso: em 28 nov. 2023.

Downloads

Publicado

2024-03-01

Edição

Seção

Linguística, Letras e Artes

Categorias

Como Citar

PEREIRA TEIXEIRA, Virna; SIRQUEIRA MENDES DA COSTA, Catarina de Sena. Os novos estudos do letramento no Brasil e a narrativa cinematográfica na aula de língua portuguesa. Revista Sociedade Científica, [S. l.], v. 7, n. 1, p. 72–108, 2024. DOI: 10.61411/rsc202417617. Disponível em: https://journal.scientificsociety.net/index.php/sobre/article/view/176.. Acesso em: 24 fev. 2024.