Perfil motor de crianças autistas da Associação Campinense de Pais de Autistas (ACPA) na cidade de Campina Grande/PB

Autores

  • KELLY FARIAS UEPB Autor
  • Silva, S. M. M. UEPB Autor

DOI:

https://doi.org/10.61411/rsc202422417

Palavras-chave:

Autismo, Desempenho psicomotor, Escala de Desenvolvimento Motor, Desenvolvimento infantil

Resumo

Introdução: A prevalência do Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) vem aumentando nas últimas décadas. Estudos relatam dificuldades motoras finas e grosseiras em crianças diagnosticadas com TEA, as quais podem acarretar implicações e déficits para as habilidades sociais e de comunicação. Objetivo: Analisar o perfil motor de crianças autistas atendidas na Associação Campinense de Pais de Autistas (ACPA) na cidade de Campina Grande/PB. Métodos: Trata-se de uma pesquisa de cunho observacional descritivo transversal. A população alvo foram as crianças autistas atendidas na ACPA. Para a coleta de dados, foram utilizados um questionário sociodemográfico e a Escala de Desenvolvimento Motor (EDM). Os dados coletados foram tabulados nas plataformas do Office, em seguida, realizada a análise descritiva das variáveis coletadas. Resultados: Foram analisadas 12 crianças autistas, com a média da idade cronológica de 77,0 (±31,5) meses e a idade motora geral de 54,5 (±25,9) meses. No geral, 91,67% (n=11) apresentaram índices de desenvolvimento motor inferior e, apenas 8,33 % (n=1) apresentou desenvolvimento motor normal. Conclusão: Este estudo permitiu sugerir que as crianças autistas da amostra estudada apresentam um perfil motor reduzido, considerando-se o perfil motor esperado para sua idade cronológica. Indicando, assim, maiores déficits nas áreas de motricidade global, equilíbrio e esquema corporal.

 

Referências

Mello, A. M. S. R. Autismo: guia prático. 5 ed. São Paulo: AMA; Brasília: CORDE, 2007.

American Psychiatric Association. DSM-V: Diagnostic and statistical manual of mental disorders. Washington, 2013.

Liu, T. Sensory processing and motor skill performance in elementary school children with autism spectrum disorder. Percept. Mot. Skills. v.116, n.1, p. 197-209, 2013.

Lloyd, M.; Macdonald, M., Lord, C. Motor skills of toddlers with autism spectrum disorders. Autism, v. 17, n.2, p. 133-46, 2013.

Catelli, C. L. R. Q.; D'antino, M.E.F.; Blascovi-Assis, S. M. Aspectos motores em individuos com transtorno do espectro autista: revisão de literatura. Cad. Pós-Grad. Distúrb. Desenvolv, São Paulo,v.16,n.1, 2016.

Ferreira E.Prevalência de autismo em Santa Catarina: uma visão epidemiológica contribuindo para a inclusão social [dissertação]. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina; 2008.

Ribeiro, S.H.B. Prevalência dos transtornos invasivos do desenvolvimento no município de Atibaia: um estudo piloto [dissertação]. São Paulo: Universidade Presbiteriana Mackenzie; 2007.

Devlin, B.; Scherer, S. W. Genetic architecture in autism spectrum disorder. Current Opinion in Genetics Development, v. 22, p. 229-237, 2012.

Marques, D.F.; Bosa, C.A. Protocolo de Avaliação de Crianças com Autismo: Evidências de Validade de Critério. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Psicologia: Teoria e Pesquisa. v. 31, n. 1, p. 43-51, 2015.

DSM- IV. Pervasive Developmental Disorders. In: Diagnostic and Statistical manual of Mental Disorders, Washington, DC: American Psychiatric Association, 4 ed., 1994.

Pereira, A.M.; Autismo infantil: tradução e validação da CARS (Childhood autism rating scale) para uso no Brasil. Dissertação de mestrado. 2007.

Baron-Cohen, S. et al. Marcadores psicológicos do autismo aos 18 meses de idade em uma grande população. British Journal of Psychiatry, n. 168, p. 158-163, 1996.

Gilliam, J.E. Gilliam Autism Rating Scale. Pro-ed: Autism, TX, 1995.

Rutter, M.; Schoples, E. Classification of ervasive developmental disorders: some concepts and practical considerations. J Autism Dev Disord, v.22, p. 459-82, 1992.

Schopler, E.; Reichler, R.; Renner, B. Childhood Autism Rating Scale (CARS). Western Psychological Services, Los Angeles, 1988.

Eaves, R.C.; Milner, B. The criterion-based validity of the childhood autism rating scale and the autism behavior checklist. J Abnormal Child Psychol, v. 21, n. 5, p. 481-485, 1993.

Neto, R. Manual de Avaliação Motora. Porto Alegre: Artmed; 2002.

Santos, E.C.F.; Mélo, T.R. Caracterização psicomotora de criança autista pela escala de desenvolvimento motor. Divers@, Matinhos, v. 11, n. 1, p. 50-58, 2018.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Diretrizes de atenção à reabilitação da pessoa com transtorno do espectro autista. Brasília, p. 5-74, 2013.

Mello, A.M.S.R. et al. Retratos do autismo no Brasil, 1 ed. São Paulo: AMA, 2013.

Gauchazh. Familiares de pessoas com autismo encontram em associações espaço de acolhimento e luta por inclusão: Em alusão ao Dia Mundial de Conscientização do Autismo, celebrado em 2 de abril, uma série de mobilizações marca o mês, 2016.

Cartilha do Censo 2010 – Pessoas com Deficiência. Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SNPD). Coordenação-Geral do Sistema de Informações sobre a Pessoa com Deficiência, Brasília: SDH-PR/SNPD, p. 32, 2012.

Sociedade Brasileira de Pediatria. Departamento Científico de Desenvolvimento e Comportamento. Diagnóstico precoce para o Transtorno do Espectro do Autismo é tema de novo documento do DC de Desenvolvimento e Comportamento. 2017

Oliveira, K.G.; Sertié, A.L. Transtornos do espectro autista: um guia atualizado para aconselhamento genético. Einstein. v.15, n.2, p. 233-8. 2017.

Pereira, C.C.V.; Borges, T.A.S. Marques, R.R.C. Tratamento e evolução de crianças autistas atendidas em uma associação de João Pessoa-PB. Rev. Ciênc. Saúde Nova Esperança. v.13, n.1, p. 77-85, 2015.

Gonçalves, I. A M. A psicomotricidade e as perturbações do espectro do autismo no centro de recursos para a inclusão da appda-lisboa. 258 f. (Dissertação Mestrado) – Universidade Técnica de Lisboa, Mestrado em Reabilitação Psicomotora, Lisboa, 2012.

Downloads

Publicado

2024-02-05

Como Citar

FARIAS, KELLY; MIRELLY MARTINS SILVA, Sabrynna. Perfil motor de crianças autistas da Associação Campinense de Pais de Autistas (ACPA) na cidade de Campina Grande/PB. Revista Sociedade Científica, [S. l.], v. 7, n. 1, p. 614–630, 2024. DOI: 10.61411/rsc202422417. Disponível em: https://journal.scientificsociety.net/index.php/sobre/article/view/224.. Acesso em: 24 fev. 2024.